6 de fev de 2013

O Tempo

@pv_lopes


Ela está intrigada com o tempo. Ele não faz sentido. Força em levá-la para um caminho que não parece ser o que lhe agrada. Parece um barco a motor que se dedica a buscar os caminhos do vento. Não é o vento que te move, ele apenas te brinda com o beijo do entardecer. O motor está nas tuas mãos, Lívia. Defina o teu caminho.
Projeta o norte que te agrada. Participa daquilo que te agrada. Afasta o Bauman e sua vida líquida, o seu amor líquido. Dá estrutura às relações que te fazem bem.
Lívia, viva plenamente. Não é o tempo que tem culpa. És tu que estás a fazer mau uso dele. Faça dele um sagaz parceiro e não um corrupto adversário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário