26 de dez de 2010

Mas Logo Vejo

a Poesia


Eu fujo do óbvio me escondendo nas simplicidades, nas situações do cotidiano. Vários MCs me procuram longe, nas profundezas de coisas pelas quais nem me interesso, e esquecem de dar uma olhada ali na esquina ou na rua de baixo. Esquecem que o Ritmo sozinho não é suficiente - nós dois somos um casal.

Mas prestem atenção no Mun-Rá. Estes dois jovens me acharam de forma certeira. Não pude fugir.




DOWNLOAD


Nenhum comentário:

Postar um comentário