12 de nov de 2010

Dona Júlia

pv_lopes


A vida precisa de boas histórias. E ninguém consegue contá-las tão bem quanto o Seu Assis, taxista do ponto na esquina da rua José Otão com a  Garibaldi.
Um dia desses ele falava de uma passageira. Dona Júlia, professora aposentada, brizolista fervorosa. Seu Assis a leva todas as terças para o encontro semanal com as amigas na Casa de Cultura. Mas na última terça o destino foi outro.

¾ Boa tarde Dona Júlia.
¾ Boa tarde Assis.
¾ Dia perfeito para tomar aquele café na Casa de Cultura, Dona Júlia.
¾ Perfeito mesmo, Assis. Mas hoje tu vais me deixar em outro lugar. Na sala Redenção.
¾ Cineminha, Dona Júlia. Qual é o filme?
¾ Hoje vamos ver - sussurrando - "Carne Trêmula".





Nenhum comentário:

Postar um comentário