11 de abr de 2011

Sótão

pv_lopes


Algumas músicas causam em mim uma nostalgia daquilo que não foi vivido. Sempre vem a saudade de passar as tardes no sótão, com o toca-discos e alguns vinis de rock.
The Smiths seria representado pelo disco The Queen is Dead, U2 pelo The Joshua Tree, Engenheiros do Hawaii pelo Longe Demais das Capitais.
Haveria nas paredes pôsteres de bandas e da Cindy Crawford. Seria pintado de branco e vermelho, uma escrivaninha ao lado da janela.
Seria iluminado pelo sol de outono e teria em frente à janela uma árvore de folhas largas.
Um típico refúgio para a confusão de sentimentos que são vividos na adolescência e se tornam presença nas conversas de bar para o resto da vida.
E, ao contrário do que clamou o Konijn, não haveria a erva que é comumente consumida em seu país de origem, afinal cada um tem seu refúgio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário